Marcos Tito

Advogado. Inscrito nos quadros da OAB-MG sob o nº 20413. Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais no ano de 1966. Mais conhecido como Marcos Tito.

Atua nas áreas do Direito Administrativo, Previdenciário, Penal, Eleitoral, Municipal, Constitucional e Especialista em Direito Público. Sócio Diretor da empresa MT Assessores e Consultores Associados S/C Ltda.

No ano de 1970 elegeu-se Deputado Estadual e foi Presidente da Comissão de Economia da Assembléia Legislativa. Atuou também como Vice-Presidente da Comissão de Educação. Participou também como integrante de várias CPI´s. No ano de 1974 elegeu-se Deputado Federal e foi membro da Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados. Atuou também como Relator do Projeto do Acordo Atômico Brasil x Alemanha. Foi Presidente da Comissão de Finanças da Câmara dos Deputados.

Como Deputado, publicou vários trabalhos como: “O poder sem face”, “Temas parlamentares nº 1”, “Temas parlamentares nº 2”, “Desnacionalização da cultura brasileira”, “Estatização e desestatização”, “Relatório do acordo atômico Brasil e Alemanha”, “A inconstitucionalidade do depósito compulsório sobre veículos e combustíveis”, “Em defesa do Painel Tiradentes de Portinari”, “Homenagem a Rui Barbosa”, “Em Defesa do Patrimônio Histórico do Serro”.

No ano de 1983 atuou como Diretor Administrativo da CARPE (Comissão de Ampliação e Reforma de Prédios Escolares), e no ano de 1988 foi Diretor Vice-Presidente da Florestas Rio Doce S/A (Empresa controlada pela Cia. Vale do Rio Doce).

Atuou como Presidente da JUCEMG - Junta Comercial do Estado de Minas Gerais de 1999 à 2007, onde recebeu por várias vezes consecutivas o Prêmio de Melhor Junta Comercial do Brasil.

Como advogado presta várias defesas no contencioso, administrativo e judicial, pareceres diversos para vários Órgãos no Estado de Minas Gerais, como: Câmara Municipal de Juatuba - MG, Prefeitura Municipal de Juatuba - MG, Prefeitura Municipal de Tupaciguara - MG e Prefeitura Municipal de Coromandel - MG.

Marcos Tito foi homenageado várias vezes e condecorado com a Medalha do Mérito Santos Dumont do Governo do Estado de Minas Gerais, Comenda do Mérito Legislativo da Assembléia Legislativa de Minas Gerais, Medalha da Inconfidência. Foi homenageado com o título de cidadão honorário nas cidades mineiras de Além Paraíba, Araguari, Passa Quatro, Santana do Riacho, Bicas, Conceição do Mato Dentro, Belo Vale e Cataguases.